23 de agosto de 2017

Touro

É sempre touro.
É SEM.PRE touro.
Se é um carma astrológico, se é uma mera coincidência, se é uma piada comigo...Não sei!
Mas os melhores, os que me arrepiam, os que dão medo, os que me deixam sem ar, sem reação, sem frio, sem sono, sem CALMA... São SEMPRE taurinos.
Cada um que eu descubro tenho vontade de rir. "NÃO É POSSÍVEL", eu penso. Mas é. Só não sei como.





É MUITA SINTONIA. SOCORRO!

13 de julho de 2017

Estagiária

E agora eu inventei que eu quero ser estagiária.
Isso mesmo. Daquelas que ganha pouco e trabalha muito. Se fosse em ADM eu seria a menina do café. Bem feliz. Ia ser o melhor café do mundo. Nem que se não fosse uma Nespresso eu aprendesse a fazer café. Até de coador, se precisasse.
Mas é de Educação Física. Então provavelmente eu vou ser a menina que recolhe os materiais e guarda numa salinha.
E ok.
Sem me julgar.
Agora to brincando de currículo, de Nube, de CIEE, de Catho, de google...
Pra registrar aqui que as minhas exigências são poucas.
Quero um trabalho que eu esteja feliz. Que eu não sinta que estou vendendo minha alma, minha sanidade e minha saúde. (De preferência que eu passe mais tempo com crianças que com adultos, mas isso é um lucro, se vier!). Que eu possa entender pequenas felicidades da vida como dormir cedo durante a semana, ficar de pijama domingo inteiro, pintar as unhas quando der vontade e não ter que segurar o xixi por horas por excesso de trabalho.
Eu quero começar a colher algo.
Não sei por quanto tempo eu vou querer isso. Mas agora é isso que eu quero e é isso que eu quero que o universo queira pra mim. Tomara que eu seja feliz assim.
Prevejo que essas férias são o fim de uma vida que "valeu, foi bom, adeus!" e o começo de uma nova, assustadora, talvez pobre (ou não!) vida mais ativa, mais movimentada, mais saudável e mais prazerosa.
Tomara que eu não volte aqui apenas daqui 10 anos pra contar os próximos capítulos dessa novela! Tomara que cheguem logo as minhas novidades e meus agradecimentos!
Torçam por mim!
Pq eu acho que só eu vou ler isso, e eu estou torcendo!!!
Boa noite.

19 de abril de 2017

As vezes eu puxo sabendo que meu corpo não vai aguentar.
As vezes eu puxo implorando pra ele aguentar. Gritando que é só mais um pouquinho, que logo vai passar. E ele vai descasar. Todos nós: Corpo, alma, mente, coração. Quero acreditar que não estou me enganando.
.
.
Eu estou exausta. Onde foi que eu me escondi ou me perdi de mim?

22 de setembro de 2016

...de novo, tentando ressuscitar!

E eu... Que não gostava de barba... Até gostar de você!

20 de janeiro de 2014

Agora é a hora!

Minha última postagem foi do dia 8/05/2012.
Hoje é dia 20/01/2014.
São 2:40 da manhã de uma madrugada que eu quis MUiTO* ir pra Gambiarra mas não fui pq só dormi 3 horas de ontem pra hoje e amanhã estou dobrando.
E agora, na cama, o sono não vem.
É claro que isso aconteceria.
Mas diante do meu plano de reativar o blog, depois de tudo o que eu pensei e senti essa semana, depois de ler tantos posts que nem lembrava que existiam, depois de ler comentários tão lindos, eu tive certeza! Hoje é o dia certo pra eu "despertar" o blog.
Nunca postei no blog daqui do celular. Nem sei se vai dar certo. Deve ter mais de um ano que eu não ligo meu computador, talvez ele exploda quando eu tentar ligar.
2014 acabou de começar.
Eu quero escrever meu ano. Eu quero traçá-lo e não deixá-lo "A Deus Dará", como dizem.
E tenho certeza que retomar o blog vai me ajudar com isso.
O que já aconteceu esse ano:
-Thay me cedeu sua casa por Janeiro e eu estou apaixonada pela ideia de ter a Aninha como roomate. (e pela de morar nessa região também!)
-Leon fez a fada madrinha do Carnaval e esse ano vai ter Vai Vai de novo.
-O Outback do Frei Caneca me fez descobrir que sou brava, mas na verdade acho que isso é uma conquista pra alguém que passou boa parte da vida sendo passiva mesmo quando não devia.
-Amor e eu vamos fazer 2 ANOS e isso não entra na minha cabeça de jeito nenhum!
-Eu definitivamente me apaixonei por um ser de 4 patas!
-Os astros continuam caçoando de mim sempre que há chance. E é sempre no mesmo lugar do zodíaco. Cada dia eu me conformo menos com o fato de as pessoas não acreditarem neles.
.
.
Tá, tá parecendo um diário atrasado. Mas por enquanto não tem problema.
Com o tempo eu retomo a forma e o ritmo. Por enquanto o que eu precisava mesmo era de um pontapé inicial. Se vier um comentário do Marlon e um da minha mãe pra mim já é mais que suficiente. É o começo do ano. É o começo da volta. Eu "cresci" e tenho cergeza que o blog agora vai ter novas ideias e caminhos.
.
.
Agora tomara que o sono venha... Senão lascou amanhã!!!

8 de maio de 2012

Amor*

"Ela me faz tão bem, ela me faz TÃO* bem..
Que eu também (TENTO) fazer isso por ela!"










..sem limites!

2 de abril de 2012

9 de março de 2012

Alzheimer - Dia da Mulher

(Claro que pode parecer esquisito eu começar o texto do Dia Internacional da Mulher falando sobre uma doença.. E claro que é mais esquisito ainda que apareça aqui em cima que já é dia 9 e não mais dia da Mulher mas tudo isso será explicado!)

Outro dia parei pra pensar em uma coisa: eu nunca vi um homem com Alzheimer!
Hoje, quando pensei nesse post, procurei no Google e confirmei: Alzheimer é uma doença que atinge mais as pessoas do sexo feminino.

E pq Alzheimer? E pq no Dia da Mulher?

Simples na minha cabeça!
Todas as senhoras que eu já vi com essa triste doença apresentam as mesmas condições: são, em sua maioria, saudáveis, não apresentam nenhuma outra doença exceto as causadas pelas quedas e acidentes próprios do Alzheimer e, geralmente, passaram a vida toda sendo Super-Mulheres!

O meu post vai aparecer datado de 9 de março pois eu também faço parte desse time. Sim, sem modéstia alguma posso afirmar que sou também Super Mulher! O dia foi cheio desde cedinho e só agora que eu pude sentar em frente ao notebook e li tudo que escreveram sobre essa data! Essa era digital é bem interessante pra descobrir quantos milhares de pensamentos podem existir sobre um mesmo assunto.. Cansei de ler sobre o quão incríveis somos por conseguirmos fazer tudo com jeitinho feminino, suportarmos dor do parto e do salto, sermos Super-Mães, Super-Esposas, Super-Amantes, Super-Filhas, Super-Chefes, enfim..Temos que fazer tudo que a vida nos destina e elegantes, depiladas, unhas feitas e se choramingamos um pouquinho quando elas lascam, somos frescas!
Até sobre a briga do feminismo X anti-feminismo eu li, num post que faz pensar muito sobre essa discussão e sobre os prós e contras de cada um (vale até a pena ler: http://sapatomica.com/5860/8-de-marco-dia-das-mulheres/ )..

Enfim.. Li tudo que postaram depois do meu abençoado (e cansativo!) dia e resolvi postar sobre as vítimas do Alzheimer pq na minha cabeça é muito claro o motivo dessas super mulheres um dia simplesmente "pifarem" depois de anos sendo incivelmente impecáveis!

É ÓBViO* que as mulheres seriam mais vulneráveis a uma doença dessa da cabeça do que os homens!
Tudo dói mais no nosso corpo!
Tudo é mais complicado na nossa cabeça!
Tudo aperta mais no nosso coração!

Se os homens passam (NO MíNiMO*) a hora do futebol com cerveja sem pensar em nada, nós até quando estamos vendo novela (quem é de novela), lendo (quem é de ler) ou no computador (quem é das redes) somos seres pensantes, maquinamos situações e problemas que podem nunca chegar a existir só pra nos sentirmos prevenidas caso venham a acontecer..
Tentamos fazer dos nossos homens os seres mais felizes do universo dando tudo que eles jamais seriam capazes de absorver como felicidade..
Buscamos um mundo em que as pessoas se ouçam e se compreendam com calma e de um modo certeiro, sem ser agressivo! Prático sem ser falho! Enfim.. Buscamos o impossível o tempo todo e principalmente, acreditamos que somos capazes de realiza-lo! Independentemente de quantas vezes o mundo tente nos convencer que o impossível é somente impossível e que esse seu posto é imutável.. Nunca nos damos por satisfeitas.

Birrentas, frescas, sensíveis, choronas, frágeis, inocentes.. Sexo frágil, como eles* adoram dizer, sempre que desejamos!
Fortes, guerreiras, líderes, focadas, obstinadas, e até malvadas sempre que necessário.

Compreensível que sejamos vulneráveis a um "tilt" depois de anos!
Somos, TODAS, super Mulheres! Cada uma no seu papel.

Parabéns pra nós!
Que ser mulher nunca nos faça sentirmos menores!

6 de fevereiro de 2012

"Ei mãe, eu tenho uma guitarra elétrica!"

.


Olá mãe.

Já que as coisas entre nós não andam sendo ditas e sim apenas lidas e (in)compreendidas pela metade ou não, aqui vai um pouco do que eu tenho (ou teria) pra te dizer hoje.

Como é triste estar decepcionada com a senhora.

JAMAiS* pensei em toda minha vida que fosse sentir o que estou sentindo nesse momento pela sua pessoa, é quase um desprezo. De tão ruim, é quase nada.

Você mesmo vive dizendo por aí que as pessoas só conhecem seus maridos\esposas quando vão se divorciar... Que triste exemplo tivemos hoje a noite, de repente sinto que conheci a minha verdadeira mãe e que toda aquela pessoa que eu admirava não passou de uma ilusão... Sim, uma ilusão pode durar 21 anos, é claro... Poderia durar até a vida inteira! Mas que sorte não ser assim. Que sorte eu ter conhecido e visto a senhora pisar em cima dos valores que eu achava que tinha aprendido através dos seus ensinamentos. Que sorte a minha ter a chance de vê-la caindo na maior contradição de toda a sua vida e, num momento IRREVERSÍVEL, ferir o coração da sua própria filha. É como se a partir de hoje eu tivesse decidido, é o divórcio que eu quero! E enquanto ele não sai, o que eu quero é a maior distancia possível!
A partir de hoje não dividiremos mais a mesma cama. Vou dormir na minha cama mesmo que eu ache que você está se sentindo sozinha... Ou vou no sofá se estiver com preguiça de arrumar a minha cama!

Você sabia que eu costumava te admirar? Você sabia que eu costumava ter orgulho ao falar sobre a senhora?
Que triste vai ser a minha vida a partir dessa noite, não sei mais quem é a minha verdadeira mãe e nunca, JAMAIS, vou esquecer as coisas que me disse com o único e exclusivo propósito de me ofender.
Dizem que amor de mãe é incondicional, mas agora, pela primeira vez, eu sinto que amor de filha TAMBÉM É! A mágoa que eu sinto nesse momento no meu coração traduz o quão intenso e grande é o meu amor pela senhora. Como é triste descobrir que alguém que nós amamos e admiramos é capaz de nos machucar com tamanha intensidade. (E olha que a senhora é a SEGUNDA* pessoa a me fazer sentir essa dor nessa semana. Mas a ÚLTIMA que eu imaginaria que iria me fazer senti-la!)

Desulpe por ser seu maior projeto e falhar!

Porém a vida é quem dita os nossos caminhos e eu NUNCA* IMAGINEI que poderia te fazer sofrer... Já a senhora, deve ao menos ter imaginado o quanto poderia machucar (e machucou!) com as suas palavras... Perdão algum vai me fazer esquece-las, pode ter certeza.

É um texto cheio de mágoa.
Eu espero, de coração, que o tempo diminua o tamanho da decepção que você me causou hoje... Porém acho difícil que ele me faça ESQUECE-LA!

Pode ser que eu te perdoe um dia... Pode ser até que doa menos lembrar de tudo que você me disse... Mas hoje, nesse momento, só o que eu quero é ficar longe da senhora e parar de sentir a vergonha que eu sinto!

Boa noite.



(Essa música era moda entre os meus amigos quando eu tinha entre 13 e 14 anos... Nunca imaginei que ela viria a fazer sentido na minha vida com VINTE E UM anos! Soa tão adolescente esse tipo de clamor, mas ela traduz exatamente o que eu sinto nesse momento.)

11 de janeiro de 2012

Happy 2012!!!

Olá Novo Ano!


Não houve um post denominado "último do ano" pois os últimos tempos do ano foram realmente corridos e cheios de explosões de sentimentos e afazeres!
Então aqui vai um "primeiro post do ano"!
Com um apanhado de coisas e textos e palavras e tudo mais que eu ando grifando e querendo postar!

Tudo junto e misturado!

Assim como foram feitos os meus pedidos de Ano Novo enquanto eu pulava as 7 ondinhas tentando não perder a conta e não esquecer nenhum pedido e pedir sem perder ondinhas e lembrar que ele estava lá, daquele jeito, tão perto e tão longe.

Chegamos no ponto.

Tudo é ele
!
E tudo anda sendo ele por todos esses últimos e primeiros dias!
E todo o tempo!
Eu não sei se ele lê ou já leu tudo que eu escrevi pra ele durante todo esse tempo. O fato é que foram muitas coisas e que, agora, já é quase impossível ler ou escrever algo que não me lembre ou não queira significar algo a ver com ele! Ele me disse ontem que escrever é mais fácil que dizer. Mas não, escrever é sublime, é tirado da alma. Às vezes o simples "dizer" é tirado da boca e tão facilmente não vem do coração.
Já o escrever, pelo menos o meu, vem de dentro, de tudo que me toma cabeça, coração e espírito.
E nesse momento tudo é ele.
Dito sem medo pois tudo que é meu eu já o entreguei. E se era pra ser estrago, já está feito.
E me deixe assim enquanto eu posso.


"Faço TUDO* pra chamar sua atenção, de vez em quando eu meto os pés pelas mãos. Engulo a seco o ciúme quando alguma apaixonada quer tirar de mim sua atenção!" (Henrique Cerqueira - Pensando em Você)

"Sim, doutor, eu sofro demais, choro demais, sinto demais, sou intensa demais, diferente demais." (Mallu Magalhães - Gloss Outubro 2011)

"Eu seria mais feliz se eu não me achasse melhor do que a minha vizinha. Mas eu sou infinitamente melhor que ela. Eu e minhas crises de ansiedade somos seres solitários, arrogantes e multiplicados por megalomanias. São mil vezes cem anos de análise e nada. Eu continuo me achando melhor que o amor igual e idiota que se oferece por ai. Melhor do que os casais e seus dilemas de festas de finais de ano e seus sonhos de vestidos brancos e seus cachorros e sacadas de predinhos neoclássicos e planos médicos familiares. Chato, chato, chato." (Meninos de costas - Tati Bernardi)

"Há muito tempo, conta Aristófanes, havia deuses no céu e seres humanos na terra. Mas nós, seres humanos, não éramos como somos hoje. Tinhámos duas cabeças, quatro pernas e quatro braços: em outras palavras, éramos a fusão perfeita de duas pessoas, unidas de forma inteiriça num único ser. Havia três variações sexuais possíveis: fusões macho/fêmea, fusões macho/macho e fusões fêmea/fêmea, dependendo do que combinasse melhor com cada criatura. Como já tinhámos o parceiro perfeito costurado no próprio tecido do nosso ser, éramos todos felizes. Assim, todos nós, criaturas de duas cabeças e oito membros, perfeitamente satisfeitas, percorríamos a terra como os planetas viajam pelo céu: sonhadores, ordeiros, sem sobressaltos. Não sentíamos falta de nada; não tinhámos necessidades desatendidas, não queríamos ninguém. Não havia conflito nem caos. Éramos inteiros.
Mas, em nossa inteireza, ficamos excessivamente orgulhosos. E com esse orgulho, deixamos de adorar os deuses. O poderoso Zeus nos puniu pela negligência cortando ao meio todos os seres humanos de duas cabeças, oito membros e total satisfação, criando assim um mundo de criaturas sofredoras e cruelmente separadas, com uma cabeça, dois braços e duas pernas. Nesse momento de amputação em massa, Zeus impôs à humanidade a mais dolorosa condição humana: a sensação surda e constante de que não somos inteiros. Pelo resto da eternidade, os seres humanos nasceriam sentindo que faltava alguma coisa - a metade perdida, que quase amamos mais do que a nós mesmos - e que essa parte que faltava estava por aí, em algum lugar, girando pelo universo na forma de outra pessoa. Também nasceríamos acreditando que, se procurássemos sem parar, talvez um dia encontrássemos aquela metade sumida, aquela outra alma. Pela união com o outro, voltaríamos a completar a nossa forma original e nunca mais sentiríamos a solidão.
Essa é a fantasia singular da intimidade humana: um mais um, de certa forma, algum dia, será igual a um.
Mas Aristófanes avisou que a realização desse sonho de completude pelo amor é impossível. Como espécie, estamos despedaçados demais para algum dia nos consertarmos com uma simples união. As metades originais dos octópodes humanos cortados e separados se espalharam demais para que algum de nós consiga encontrar de novo a metade que falta. A união sexual pode fazer alguém se sentir temporariamente completo e saciado (Aristófanes conjecturou que Zeus deu aos seres humanos o dom do orgasmo por pena, especificamente para que pudéssemos nos sentir unidos de novo por algum tempo e não morrêssemos de depressão e desespero), mas, no fim das contas, ficaremos sozinhos. Assim, a solidão continua, o que nos leva a várias uniões com as pessoas erradas em busca da união perfeita. Às vezes, podemos até acreditar que achamos a outra metade, mas o mais provável é que tenhamos achado alguém em busca da sua metade, alguém igualmente desesperado para acreditar que encontrou em nós a completude." (Liz Gilbert - Comprometida)

"Então você não é real!" (Ele - Ontem no carro)

Tá bagunçado é?!
Tenta imaginar a minha vida então!
2012 acabou de começar eu já tive uma noite do maior amor do mundo e uma crise da maior TPM do mundo. Já quis a minha demissão do Outback e no dia seguinte não queria ir embora mesmo depois de dobrar e passar o dia inteiro por lá. Já comi hamburguer com batata recheada e batata frita com queijo e bacon antes de ir pra cama dormir e no dia seguinte não acordei pra primeira aula de ballet do ano!
Tudo está paradoxal!
Será que isso é o MEU 2012?

Sei de nada!
Só sei que tem Vai Vai em Fevereiro e que em Junho (ou em Agosto, se não der em Junho) quero estar lá visitando meu baby brother e fazendo todas as compras que eu tenho direito em território norte americano.
E só o que eu sei do meu ano é isso.
E que eu preciso pagar o IPVA!


...Eu acordei brava por causa de 333 Kinder Ovo's e ele brigou comigo por 333 ciúmes!!!

3 de dezembro de 2011

A VERDADE..

..é que NiNGUÉM* sabe o que há entre nós dois!

SÓ A GENTE SABE!
SÓ A GENTE ENTENDE!

22 de novembro de 2011

"Todos os homens num só, e ele é MEU*!"



"Meu demonio mais secreto e eu juro que ele é deus!"

2 de novembro de 2011

Feriado 2/11

Quando é dia dos namorados eu invento de comemorar o Dia do Amor (leia o post!)..
Hoje que é Finados, eu inventei de comemorar o Dia dos VIVOS*!

É claro que sim!
Quantas pessoas estão VIVAS e pior, próximas e nós não conseguimos homenagear nem nos esforçamos pra estar junto com elas?

É um dia triste mesmo, mas, no meu mundo, ele serve pra lembrar com carinho das pessoas que amamos porém estão distantes por motivos que podemos mudar ou não. Pensar em formas de acabarmos com essa distancia ou em soluções pra, pelo menos, diminuirmos a tal!

Eu não vejo meu pai há 6 anos. O último encontro foi quando eu fiz 15 e, antes disso, não o via há 5 anos.. Quer dizer.. Somando vão-se 11 anos de distancia e eu morro de medo que eles virem eternos, sabe essas coisas que a gente não sabe sobre a vida?!

Ele está longe.. Infelizmente talvez a minha preocupação com esse risco seja maior que a dele pelas nossas posições, eu de filha ele de pai.. Mas isso não muda o fato de que ele perde/perdeu boa parte da minha vida.. E vejo que alguns pais estão tão próximos de suas bailarinas e talvez mesmo assim não façam o possível pra ve-las..

O mesmo acontece entre irmãos, amigos, tios, parentes.. E como é triste!
Quando alguém morre tudo vira dor e saudade, mas como é possível que a, estando vivos, não nos comprometamos a estar com as pessoas amadas e queridas o máximo de tempo que pudermos?
O pior é que não é nossa culpa..

A vida distrai a gente!

Essa é a verdade!
Estamos sempre cheio de compromissos com trabalho e estudos e só paramos REALMENTE de pensar e viver todo o nosso próprio caos quando uma fatalidade acontece com alguém querido e nos OBRiGA*, da forma mais cruel, a valorizar a presença dessa pessoa.. Tarde demais!

Hoje é dia de Finados!
Eu perdi duas pessoas GiGANTEMENTE importantes que eu me lembre e que me doa.. A minha linda Avó Yone e o meu querido amigo Cauê!
E não é que no dia de hoje eu não tenha pensado e nem sentido falta deles aqui perto.. Eu senti e essa saudade doeu sim.. Mas doeu EXATAMENTE igual dói TODOS* os dias da minha vida!
Hoje não foi diferente!
Apesar disso, hoje foi um dia excepcional por ter recebido essa foto por e-mail:




Esse é meu irmão mais novo.
Eu me sinto responsável por não conhece-lo pessoalmente ainda, e me sinto pior por pensar que ele sabe que tem uma irmã e nunca pôde abracá-la nem beijá-la nem sentir seu cheiro..
Hoje é Finados.. Mas mais que homenagear aos mortos, resolvi focar nos VIVOS*!
Meu irmão está vivo e está ENORME!
Hoje nasceu meu próximo objetivo: Assim que puder marcar minhas férias vou fazer o possível e impossível para que eu consiga passar um mês com esse gostoso vestido de Luigi na foto.
Não posso deixar que o tempo passe e eu seja uma lenda pra ele! Quero que ele pelo menos me conheça, me admire, me adore, dance e pinte comigo e se vista de Luigi quando eu estiver por lá!
É esse meu próximo objetivo.
E eu não vou deixar que a vida me distraia dele!




Boa noite a todos!

22 de outubro de 2011

Arte!

Théâtre du Soleil me encheu de esperança com relação à arte e ao mundo!
Que espetáculo de espetáculo!
Queria fazer parte, queria estar junto, queria ver 10 vezes!

Queria mais que estudar e trabalhar com ela, queria escutá-la por uns 10 anos! Todos os dias! Aquela mulher deve ser um POÇO de sabedoria, ensinamentos e sensibilidade!

Minha eterna gratidão e admiração à ela, Ariane Mnouchkine, e a todos atores e artistas envolvidos no espetáculo! Meu sonho era poder trabalhar assim, sendo não só atriz, mas ARTiSTA, CRiADORA! É disso que eu to falando! É em busca disso que eu vivo.
Que delícia saber que existe!

Boa noite!

18 de outubro de 2011

eu lhe gosto.

ele abusa de mim e eu deixo.
eu lhe gosto.

ele apronta, apronta e eu perdoo.
eu lhe gosto.

ele dá em cima de muitas e no fim vem dizendo no meu ouvidinho baixinho que eu sou a melhor de todas, que comigo é diferente, que é de verdade.. mesmo não querendo, eu acredito.
pq eu lhe gosto.

ele aparece bebado, cheirando cerveja, me chama de amor e eu reelevo o resto.
eu lhe gosto.

ele me tem quando quer. e quando não quer me mata de saudades.
eu lhe gosto.

eu passo por cima do meu feminismo, da minha auto-suficiencia, da minha independencia..
pq eu lhe gosto.

eu vomito minha raiva num sms e depois me arrependo pela falta de resposta.
mas eu lhe gosto.

eu o faço dormir com carinho, massagem, conchinha, cobertor, beijinhos..
eu lhe gosto DEMAiS*!

ele demonstra ciúmes, eu dou risada e me justifico, mesmo sabendo que são pseudo-ciúmes..
eu lhe gosto..

ele me leva pra sua cama e faz eu me sentir dona dela.
eu lhe gosto.

eu lhe encho de presentes e amor o quanto posso.
eu lhe gosto.

eu lhe divido com outras tantas e mesmo assim fico completa com o pouquinho dele que me resta.
eu lhe gosto.

eu já arrumei a casa dele, já passei uniforme pra ele, já fiz comida pra ele..
eu lhe gosto MESMO!

eu lhe espero com toda paciencia do mundo após seus sumiços e cobro carinho e amor que ele deixou de me dar.
eu lhe gosto..

eu o quero há 8 meses. e o tenho há 6. e o desejo eternamente.
eu lhe gosto.

eu odeio lhe gostar. e odeio tanto que não passo um dia sequer sem pensar nele.
eu lhe gosto TANTO.. e COMO* gosto!



10 de outubro de 2011

Boas noites s2!

"Eu já sei a solução das nossas vidas."
ele disse.

"Noites iguais a essa todas as noites!"
ela pensou.

(acordei cheia das marcas do nosso amor.)

2 de outubro de 2011

Novo ano!

To com 21 anos.

To indo pra balada com meu próprio carro.
Fui pro primeiro Rock In Rio da minha vida. E foi a viagem mais Rock'n'Roll da minha vida.
To apaixonada de novo.
Só faltam 5 quilos pra chegar ao meu peso ideal! (E uns 15 cm a menos!)


ESSAS SÃO AS NOViDADES!

28 de setembro de 2011

Exercitando a paciencia, a calma, o tempo, zZzzzZzz

O sofrimento não vai embora mais rápido quando temos uma pessoa incrível por perto?




Tá, lembrei, ok... Tenho que ter calma... Tenho que esperar, JÁ SEI!!!

20 de setembro de 2011

Aniversários Giovanna*!

Ok.. Mais um ano se foi, mais um ano chegou! E eu quero convidar TODOS* pra comemorarem (BASTANTE) junto comigo!

Domingo - 25/09
*Fradique (Rua dos Pinheiros 877, Pinheiros) - só um esquenta!
*Gambiarra (Rua Henrique Schaumann 794, Pinheiros) - pra dançar até de manhã!

..e pra quem não puder em nenhum dos dois, tem mais!!

Segunda-feira - 26/09
*Garuda Bar (Rua Serra de Bragança 584, Tatuapé)

Espero que todos que são fofos e queridos apareçam!!
Beijos!!

16 de setembro de 2011

Duvidinhas!

Preciso de um comentário!
Há anos ninguém comenta e isso está realmente me incomodando e me fazendo pensar se o problema sou eu, se a minha fase esquisita está refletindo no meu blog e, para resolver tal questão, vou escrever um post só de perguntas! Espero que, pelo menos pra alguma delas, alguém me dê uma resposta!



~*~*~*~



Podem ANSiEDADE e LERDEZA andarem juntas no mesmo um metro e meio?
Posso querer algum sinal de alguém que não viu sinal ALGUM meu?
Como fazer alguém perceber que está rolando um ENORME interesse sem assustar a pessoa?
Uma nova paixão, uma nova descoberta, uma nova pessoa, uma nova possibilidade, uma nova alegria não serão suficientes pra tornar velha uma decepção vivida?
Qual o caminho correto pra conquistar alguém que não quer se deixar ser conquistado?
E sobre conquistar: uma pessoa que está acostumada a SOMENTE ser conquistada é capaz de aprender a conquistar rapidamente, por querer muito ter um certo alguém?
E se o jogo da conquista parece não caminhar? Desiste, acalma ou apressa?
Se seus sinais são fracos e os da pessoa são confusos, pode haver alguma certeza?
Como trazer pra perto alguém que não cruza quase em momento algum com nosso caminho?
Precisa-se esperar a pessoa sofrer toda sua dor para começar a tentar ajudá-la?
E ajudar alguém que está sofrendo é correr o risco de sofrer também?
Se só você percebeu o QUANTO* pode dar certo, a pessoa é desligada ou não está tão interessada quanto?
Se não for pra ser um romance, vale a pena apenas tentar pra mais um passatempo?

POR QUE TOURO E LiBRA?

POR QUE TOURO E LiBRA?? DE NOVO E SEMPRE? POR QUE UM ENCAiXE TÃO PREViSíVEL? POR QUE EU JÁ NEM ME SURPREENDO QUANDO DESCUBRO? PQ EU ADORO TANTO O CHEiRO, O TOQUE, A PELE? POR QUE SEMPRE TOURO E LiBRA? PQ TÃO DELiCiOSAMENTE SiNTONiZADOS? POR QUE DE NOVO? POR QUE MAiS TOURO DELiCiA NA MiNHA ViDA?

(pra dizer a verdade já nem sei mais se é sorte ou azar!)



~*~*~*~



Por hoje é só!
Espero que a tática pra atrair comentários funcione..
Mas espero, mais ainda, que o próximo post venha com novidades boas!
Como diz Lailinha: "Esperar não faz bem!"
Boa noite a todos!
Boa sexta feira!
Ótimo fim de semana!

11 de setembro de 2011

paixão é isso aí!

eu jurei que o último post triste que eu escrevi (entitulado carinhosamente "PORRA!") seria o último post triste que eu escreveria sobre você.. seria meu último desabafo triste sobre você.. seria a última citação sobre a tristeza que havia em mim pela sua falta...

mas eu não jurei nada sobre posts alegres!

O Nellson postou esses dias: "acordar e perceber que a pessoa que vc gosta estava te olhando dormir... #bomdia"
..e hoje eu complemento: acordar sentindo o cheiro da pessoa que você gosta impregnado na sua fronha e toalha! e buscar o cheiro antes de dormir pra não morrer de saudades!
isso é gostar! isso é querer bem! isso é...#boanoite !

10 de setembro de 2011

86 inferno astral

esse ano não vou deixar!
vou virar mulher de verdade, preciso conseguir controlar!

e por incrível que pareça, o destino tá tratando de mudar os rumos pra mim! e pra melhor!
rezando forte pra que continue assim..
amém!

3 de setembro de 2011

Horóscopo Personalizado

Vênus em conjunção com Vênus natal

DE: 03/09 (Hoje) , 22h45
ATÉ: 16/09 , 0h45
Ocorrido anteriormente em: julho/2010





Atenção, Gigi:

Entre os dias 03/09 (Hoje) e 16/09, você estará vivendo o seu aniversário de Vênus! Trata-se de um momento especial, em que o planeta Vênus completa um ciclo revolutivo em torno do Sol. A qualidade deste momento envolve você se perceber mais atraente, como se irradiasse mais beleza. Este também é um momento de renovação da sua vida afetiva, em que você repensará suas prioridades e seus valores no que tange às suas relações. O momento também é propício para cuidar do visual, fazer coisas que lhe dão prazer. O aniversário de Vênus é uma fase em que percebemos quemerecemos prazer em nossas vidas. Usufrua!

31 de agosto de 2011

Me rendi a ela!

Adele!


Tradução:

*Alguém como você*

Eu ouvi dizer que você está estabilizado
Que você encontrou uma garota e está casado agora
Eu ouvi dizer que os seus sonhos se realizaram
Acho que ela lhe deu coisas que eu não dei

Velho amigo, porque você está tão tímido?
Não é do seu feitio se refrear ou se esconder da luz
Eu odeio aparecer do nada sem ser convidada
Mas eu não pude ficar longe, não consegui evitar

Eu tinha esperança de que você veria meu rosto
E que você se lembraria
De que pra mim não acabou

[Refrão] Deixe para lá, eu vou achar alguém como você
Não desejo nada além do melhor para vocês dois
Não se esqueça de mim, eu imploro
Vou lembrar de você dizer:
"Às vezes o amor dura, mas, às vezes, fere em vez disso"
Às vezes o amor dura, mas, às vezes, fere em vez disso, yeah

Você saberia como o tempo voa
Ontem foi o momento de nossas vidas
Nós nascemos e fomos criados numa neblina de verão
Unidos pela surpresa dos nossos dias de glória

Eu odeio aparecer do nada sem ser convidada
Mas eu não pude ficar longe, não consegui evitar
Eu esperava que você veria meu rosto
E que você se lembraria
De que pra mim não acabou

[Refrão]

Nada se compara, nenhuma preocupação ou cuidado
Arrependimentos e erros, são feitos de memórias
Quem poderia ter adivinhado o gosto agridoce
Que isso teria?






(me rendi a ela! eu posso sentir minha dor cantada! eu posso sentir a emoção em cada nota perfeita dela! eu me rendo!)

21 de agosto de 2011

PORRA!

como é difícil assumir alguma coisa pra si mesmo!

eu ASSUMO!

assumo que estou, toda hora, todo dia, olhando o relógio e o celular.. o relógio e o celular!
assumo que coloquei minha felicidade de novo nas mãos de alguém e que, mais uma vez (a mesma praça..) estou pagando pelo meu erro!
assumo que estou colhendo o que eu mesma plantei.. sempre soube dos riscos e mesmo assim quis inventar que era mulher, que era forte, que era macho, ou que era capaz de fazer vc ser diferente, apenas comigo.. pq de verdade, a minha burrice MAiOR* foi acreditar que seria e só eu sei o QUANTO* acreditei!
assumo que acreditei em cada palavra, em cada atitude que demonstrava um risquinho que fosse de sentimento, em cada mensagem ou abraço seguido de "que saudades!" que você soltava e, meudeus, como eu queria que fosse verdade.. como eu queria que você sentisse, ao menos por um minuto, o quanto dói ter saudades.. o quanto essa dor é FíSiCA* e aperta o peito toda vez que eu acordo de manhã na esperança de que seja esse o dia que você vai voltar a me dar um pouquinho, só um pouquinho de carinho e atenção.. e que mendiga eu sou.. estaria satisfeita com tão* pouquinho que nem seria suficiente muito tempo..
assumo que estou fingindo o tempo inteiro! fingindo não ligar, fingindo ser forte, fingindo até estar apaixonada ou interessada em outras pessoas sendo que é TUDO* fingimento! ninguém mais passou por mim desde você.. nem arrisco uma tentativa pois sei o quanto seria POUCO* qualquer outro beijo que não fosse o seu ou qualquer outro corpo que não fosse o seu ou qualquer outro cheiro.. eu, fatalmente, iria me decepcionar! eu finjo o tempo todo! finjo não ligar pros batimentos acelerados do meu coração cada vez que vc chega perto ou encosta em mim.. finjo não estar me maquiando, me penteando, me vestindo, me banhando o tempo iNTEiRO* pensando na chance de te encontrar.. finjo que talvez eu seja até mais forte que você e esteja mais feliz que você apesar de estar morrendo de solidão e saudades suas e apodrecendo por dentro! finjo que ter carro e emagrecer vai me deixar mais segura e aí sim terei forças pra pisar em você! imagine só.. eu pisando em você! logo eu, que não piso nem em quem merece e em quem implora pra ser pisado! imagine se justo em você eu seria capaz de pisar!

mentira!

o máximo que eu conseguiria fazer é dizer sim! e enxer sua cabeça de cafuné até você dormir do meu lado.





pqp, que saudades da sua cama!

não é fácil.. é estranho!

to tão estranha que nem sei o que eu quero postar!
queria postar Caio Fernando, queria postar uma música, queria postar um p* texto..
e agora, de repente..
só quero dormir!

de medo e de estranhismos!

10 de agosto de 2011

ei mãe..



antigamente, eu sabia exatamente o que fazer!
na verdade, nunca soube!

5 de agosto de 2011

Carta de Despedida

"Meu querido Gilmar...

Não podia partir sem despedir-me! Sei que não é o correto que isso seja feito através de uma carta, porém não seria capaz de fazê-lo pessoalmente, eu não aguentaria então aqui vão algumas das coisas que eu quero dizer-lhe:
Estou partindo, dessa vez o universo pregou-me uma boa peça e eis que agora me encontro em situação sem escolha. Parto e deixo contigo todo meu carinho e todos os beijos que demos e também, principalmente, os que deixamos de dar.
Nossa paixão foi uma das coisas mais loucas que houve em minha vida. Você sabe o quanto te desejei e eu sei o quanto te torturei. Tudo sempre foi delicioso em nossos pensamentos e tocar-te era sempre uma alegria, uma explosão, enfim...
Agora que estou indo embora, preciso te lembrar bem de uma coisa: certo dia você me contou sobre uma história que o tempo te trouxe de volta.. Me falou sobre a sua teoria de que, quando as coisas são para acontecer, elas acontecem, mesmo que isso demore demais.. Eu estou partindo, estamos na metade de 2011 e pouca coisa entre nós está resolvida.. Eu te deixo com uma certeza: EU VOU VOLTAR PRA SUA ViDA!
Mais cedo ou mais tarde, eu sei disso e você também sabe! O destino há de nos unir e tornar toda essa vontade e essa loucura que criamos em uma realidade!
Por favor, me procure algumas vezes para que eu me lembre o que é sentir frio na barriga e tremores internos.. Você me manterá viva e assim sua lembrança nunca estará ausente!

Fique aqui com meu beijo, com meu carinho e, principalmente, com o meu "até logo"!!!

Da sua, sempre e toda sua,
Mariana!"

30 de julho de 2011

SURTADA! SURTANDO!

talvez eu precise ir pra Limeira City..
passar uns dias na casa azul, pensando em nada além de comer e dormir e livro e piscina e sorvete de milho..
talvez eu precise pegar minha folga dessa semana, entrar num onibuzinho daqueles que eu adorava há uns anos atrás e me mandar pra praia, passar um dia no mar de Iemanjá pedindo pra ela me ajudar a clarear minhas idéias..
talvez eu precise de férias das pessoas, da hostilidade do mundo, porra, eu tenho 20 anos e ainda não me conformei que a maioria das pessoas, se tiver uma oportunidade de ser cruel, será!
talvez eu precise mesmo de um cantinho só meu, de um conjunto de pratos comprado por mim mesma, de um cobertor e filme e livro sem nada tocando nem ninguém questionando..
talvez eu precise rever TUDO e pensar em TUDO e talvez mudar TUDO pra aí sim, pensar em começar TUDO de novo e por algum outro lado..
talvez eu não precise de um coração novo, apenas de uma nova chance pra fazer o meu voltar a bater!

talvez seja nada disso!

27 de julho de 2011

é destino... vc me pregou uma peça!

mudar os rumos!
esse é o momento!
a Gloss estava certa!
não é desistir do objetivo, é mudar o caminho!

adeus, etec.. foi bom!

26 de julho de 2011

quem sabe?



quem sabe o que é ter sem querer pra si?

25 de julho de 2011

libra com ascendente em libra

eu me apaixono TODOS* os dias!
sempre foi assim!
não é um mau, nem uma sina.. é só o jeito que eu sou e que, tive que aprender a lidar durante o decorrer dos meus 20 aninhos.

no último ano descobri uma nova mania: adoro* me enfiar em encrencas!! é sério, não gosto de estar envolvida com nada muito fácil pois acaba meu interesse rápido demais!
e eis o que eu ando fazendo da vida: caçando encrencas!
me enfiei nas maiores encrencas amorosas e, quando me vi numa situação que não tinha NADA* pra ser encrenca, fugi correndo dela com medo do marasmo e da simplicidade do amor tranquilo!

e agora estou vivendo a segunda maior encrenca da minha vida!

eu escolhi.
eu quis vivê-la!
eu quis que começasse, quis que desse certo, planejei os mínimos detalhes e cada movimento pra que as coisas acontecessem como eu queria!
eis que, quando tudo finalmente deu certo, eu entendi pq quis tudo aquilo.
eu percebi o feeling que tive, o quanto meu instinto feminino sabia que aquela história tinha tudo pra ser deliciosamente bem aproveitada e o quanto meu corpo precisava daquela aventura pra se sentir vivo e em movimento!

e agora, hoje, nesse momento, com a hipótese que está correndo pela minha cabeça, eu penso: eu estou REALMENTE numa encrenca!
eu controlei tudo!
dirigi a situação do modo como me foi (deliciosamente) conveniente!
claro que nada teria dado certo se não fosse a p* sintonia que rolou, e essa era imprevisível.. porém, agora, eu ando pensando.. em que momento eu perdi o controle da situação?!

semana passada eu achei a fita!
achar a maldita da fita me fez pensar que, talvez o destino tivesse desejado que ela sumisse.. pior, tivesse FEiTO ela sumir exatamente pras coisas darem errado pra mim do jeito que deram e, naquele dia, na minha ausencia, uma bomba explodisse!
uma bombinha, nada demais, perto do que viria depois!
a saudade que ando sentindo, o espaço de sobra na minha cama e tudo que vinha junto com você nela, isso sim é maior que qualquer palavra ou atitude errada que tenham ocorrido naquele dia!

porém.. e sim, há um GRANDE porém..
em algum lugar do caminho você desistiu da nossa loucura! desistiu da nossa aventura que dava tão certo e parou de querer vive-la.. sem nem me explicar o pq!

agora, pensando na situação que anda rondando meus pesadelos e me corroendo o coração, eu penso: "PQ NÃO? talvez eu possa aceitar as coisas dessa maneira, talvez elas não sejam tão dolorosas se eu simplesmente der risada e viver, mesmo desse modo doido, sem me deixar maxucar ou sofrer por egoísmo ou orgulho de alguma coisa que nem a pena vale! pode ser bom, apesar de ser doído, pensar em aceitar as coisas NESSA* situação!"

só que esse meu pensamento, você não sabe!
não sabe o quanto, de tão leve que eu sou e você bem sabe, posso sorrir até disso! até da minha própria dor, da minha própria infelicidade e até de você ter me deixado pra trás, eu posso rir!

logo você vai saber!
e logo você vai se surpreender.. de novo e de novo!


circuladô de fulô, da sua primeira noite aqui, e de uma das letras que mais faz sentido!

boa noite!
desabei!

23 de julho de 2011

A Volta ao Lar

"Tudo quanto é objeto comum durante o dia, de noite muda. De dia não fazem mal nenhum. Mas de noite todos eles começam a soltar um tique. Durante o dia você pode olhar - pode mesmo - para qualquer um deles e não tem nada fora do comum. São uns ratinhos mansos, durante o dia. De modo que... todas as coisas sendo iguais..."(...)
(A volta ao lar, Harold Pinter)



é preciso ler com sensibilidade.

21 de julho de 2011

NetShoes

todomeucarinhoestádepositadoemumacaixadepapelão
queeuaindanemabri

eeuestoupensando:
seráqueéumdesperdícioouuminvestimento?
nãoseimais!

nuncaquistantoqueumaliquidaçãoacabasse,queumamemóriapifasseouqueotempovoltasse!

nessemomento,meucoraçãoésósaudade!

19 de julho de 2011

O assunto de hoje é... OUTBACK*!

O primeiro post sobre o Outback que eu escrevi foi EXATAMENTE um dia antes de eu começar a trabalhar, eu estava APAVORADA e isso é o que saiu do meu momento de desespero e último dia de unhas verdes e laranjas:
"oi mundo adulto!" (clique e leia!)

O segundo post em que eu cito o Outback é o de fim de ano de 2010! Nada ainda compreendido dentro de mim, porém uma coisa SÁBiA eu já havia percebido e escrevi: era um MUNDO* novo! No maior sentido da expressão "mundo"!
"fim de ano" (clique e leia!)

O terceiro post eu estava com um mês de Outback, na verdade COMEÇANDO a entender como funcionava e descobrindo como tornar aquilo tudo sempre diferente (e divertido!):
"trabalho" (clique e leia!)

O quarto post eu já tinha 4 meses e tudo estava confuso e doloroso. As coisas tornavam-se grandes demais e eu, ainda não sabia lidar e, claro, sofria:
"é um fato." (clique e leia!)

Tudo isso foi uma introdução pra dizer que esse, o quinto post, é na verdade o PRiMEiRO* post! Pois outros já foram escritos sobre o assunto, porém esse tem uma diferença: esse post será escrito POR UMA OUTBACKER! (e não está em caixa alta a toa, não.. está dito com muito orgulho e de boca cheia!)

Hoje é segunda feira, eu acabei de chegar do postinho, são 4:30 da manhã, e eu estou quebrada de uma deliciosa Gambiarra na noite anterior.. Porém isso TEM* que ser escrito AGORA, antes que eu durma, pois esse foi o postinho mais cheio que eu vivi, e o dia que eu realmente entendi que SOU uma Outbacker!

O Out não é meu primeiro trabalho, porém é com CERTEZA o lugar em que eu mais me senti e sinto desafiada e ao mesmo tempo evoluindo! Sentir essas duas coisas misturadas é obviamente motivante pra uma pessoa como eu, que precisa estar em movimento o tempo inteiro.
Completo logo 8 meses, e agora sim posso dizer: sei exatamente TUDO* que devo fazer e tento todos os dias faze-lo com a maior segurança e excelencia! Nenhum dia deixei de dar meu melhor, posso ter falhado muitas vezes, porém usei todas a meu favor como ENSiNAMENTO! E agora me sinto maior!

Hoje foi a primeira triste despedida que vivenciei.. Começo a pensar sobre os AMIGOS que já conquistei, sobre as novas pessoas que o Out trouxe pra minha vida e sobre como algumas delas me fazem feliz e mudam minha vida, um pouquinho por dia!
Déinha está indo embora, e como ela logo muitos também irão.. Sabe AQUELA* dificuldade libriana de lidar com desapego? Pois é! Está claro que hoje, ainda não entendi e nem senti como será chato sem ela.. Mas só eu sei o quanto vou sorrir de lembrar de cada plantão de GARGALHADAS que passamos, o quanto nos entendemos bem e trabalhamos em sintonia juntas.. Chato quando alguém assim parte, ainda mais sendo alguém que se gosta não só profissionalmente, afinal, ela virou uma p* amiga!
Feliz eu fico só de pensar que será uma nova fase pra ela, que tanto precisa disso nesse momento.. Vai brilhar e crescer mais ainda e isso eu tenho certeza! Desejo toda a sorte do mundo pra ela e sei que assim será!

Porém, já preciso me conformar que sentirei falta mesmo, que as coisas vão ser complicadas mesmo e que meu grande coração vai ter que se acostumar com essa dor pois cada pessoa conquistada vai levar um pedacinho de mim quando partir.. E assim também eu levarei quando o destino quiser mudar meus planos..

Que confusão deliciosa é essa Australia! A gente passa 6 horas sofrendo num plantão de domingão almoço e quando vaza só o que queremos é sentar no bar e tomar uma caipirinha pra continuar vivendo aquele lugar doido, deve ser triste trabalhar num lugar que se quer logo ir embora pra casa!

Só sei que eu aprendi a AMAR* essa vida doida! É uma correria, é stress, é briga, é confusão, é babado, é atolação, é cliente doido pra lá e pra cá, são 3 horas de espera e a gente se matando pra que todo mundo saia feliz e satisfeito, na medida do possível!
Eu adoro estar ali, eu adoro estar com aquelas pessoas!
Eu espero adorar por muito tempo, espero ainda conquistar mais e mais pessoas queridas e as não tão queridas, lidar!

É um post um tanto quando apaixonada, um tanto quanto sensível.. Porém, tudo o que foi escrito é sincero!

Minha Australia louca de cada dia, ainda passaremos por poucas e boas!
E Vaaaaaaam'bora!





CHOCADA !com o tanto que escrevi

17 de julho de 2011

s2*!



saudade?
um pouquinho. um pouquinho o tempo todo!

12 de julho de 2011

amor!

a vida inteira foi isso.
há 20 anos eu me apaixono, eu me entrego, eu dou a melhor parte de mim nas mãos de alguém sem me preocupar em pensar na possibilidade dessa pessoa não ter tanto cuidado quanto a melhor parte de mim merece!
e a vida inteira eu sofri por isso..

custo a acreditar que algum dia isso vai ser diferente!

5 de julho de 2011

nesse momento,
nessa situação,
eu não quero,
eu não posso
ter dúvida!

pq dá dúvida vem o medo,
do medo...
já viu né?!

2 de julho de 2011

Olha só.. acabou junho!!!

Acabo de entrar no meu blog e perceber uma coisa que realmente me assustou: não posto desde o dia 31 de maio! Justamente.. Hoje, 2 de julho, volto a postar pensando pq talvez eu tenha simplesmente ABANDONADO o blog justo no mês do amor, justo no começo do inverno, justo no meio do ano...
Sei lá!
Talvez Freud explique.. pq eu não! Juro que queria que o post sobre o dia do amor (12 de junho) de dois anos atrás tivesse um novo capítulo por ano, mas eu simplesmente esqueço de escrever post nesse dia ou talvez me force a esquecer!

Btw, venho hoje com um texto DELiCiOSAMENTE retirado do blog de uma das GRANDES* paixões da minha vida! Eu li o texto e ri, é CLARO que é uma das paixões da minha vida, afinal, como não ser louca por alguém que posta um texto desses??

Deliciem-se com o meu, o seu, o nosso modo de pensar! E reflitam:


"O grande segredo da vida é estar sempre apaixonado

(Psicodramatista, escritor argentino e Gestalt-terapeuta nascido em Buenos Aires em 1949 em uma família modesta no bairro da Floresta, ele se formou como médico em 1973 na Universidade de Buenos Aires, especializado em doenças mentais no serviço de ligação do hospital Pirovano, de Buenos Aires e da clínica Santa Mônica. É psicoterapeuta de casais e adultos e atualmente, seu trabalho como ajuda profissional, como ele define, é dividido entre as suas conferências de ensino terapêutico, que emite vários anos viajando pelo mundo, e da divulgação de seus livros em ferramentas terapêuticas do autor.)

"Amante é "alguém!" ou "algo" que nos faz "namorar a vida" e nos afasta do triste destino de "ir levando"!.."


Quem é o seu amante?
(Jorge Bucay – Psicólogo)

Muitas pessoas têm um amante e outras gostariam de ter um.
Há também as que não têm, e as que tinham e perderam.
Geralmente, são essas últimas que vêm ao meu consultório, para me contar que estão tristes ou que apresentam sintomas típicos de insônia, apatia, pessimismo, crises de choro, dores etc.
Elas me contam que suas vidas transcorrem de forma monótona e sem perspectivas, que trabalham apenas para sobreviver e que não sabem como ocupar seu tempo livre.
Enfim, são várias as maneiras que elas encontram para dizer que estão simplesmente perdendo a esperança.
Antes de me contarem tudo isto, elas já haviam visitado outros consultórios, onde receberam as condolências de um diagnóstico firme: “Depressão”, além da inevitável receita do antidepressivo do momento.
Assim, após escutá-las atentamente, eu lhes digo que não precisam de nenhum antidepressivo; digo-lhes que precisam de um AMANTE!!!
É impressionante ver a expressão dos olhos delas ao receberem meu conselho.
Há as que pensam:
Como é possível que um profissional se atreva a sugerir uma coisa dessas?!"
Há também as que, chocadas e escandalizadas, se despedem e não voltam nunca mais.
Para aquelas, porém, que decidem ficar e não fogem horrorizadas, eu explico o seguinte:
AMANTE é aquilo que nos apaixona; é o que toma conta do nosso pensamento antes de pegarmos no sono; é também aquilo que, às vezes, nos impede de dormir.
O nosso “AMANTE ” é aquilo que nos mantém distraídos em relação ao que acontece à nossa volta.
É o que nos mostra o sentido e a motivação da vida.
Às vezes encontramos o nosso ”AMANTE” em nosso parceiro.
Também podemos encontrá-lo na pesquisa científica ou na literatura, na música, na política, no esporte, no trabalho, na necessidade de transcender espiritualmente, na boa mesa, no estudo ou no prazer obsessivo do passatempo predileto…
Enfim, é “alguém” ou “algo” que nos faz “namorar a vida” e nos afasta do triste destino de ir levando.
E o que é “ir levando”?
Ir levando é ter medo de viver. É o vigiar a forma como os outros vivem, é o se deixar dominar pela pressão, perambular por consultórios médicos, tomar remédios multicoloridos, afastar-se do que é gratificante, observar decepcionado cada ruga nova que o espelho mostra, é se aborrecer com o calor ou com o frio, com a umidade, com o sol ou com a chuva.
Ir levando é adiar a possibilidade de desfrutar o hoje, fingindo se contentar com a incerta e frágil ilusão de que talvez possamos realizar algo amanhã.
Por favor, não se contente com “ir levando”… Seja também um amante e um protagonista DA SUA VIDA!

Acredite:
O trágico não é morrer; afinal a morte tem boa memória e nunca se esqueceu de ninguém.
O trágico é desistir de viver…
Por isso, e sem mais delongas, procure algo para amar…
A psicologia, após estudar muito sobre o tema, descobriu algo transcendental:
PARA ESTAR SATISFEITO, ATIVO E SENTIR-SE JOVEM E FELIZ, É PRECISO NAMORAR A VIDA."


Como me delicia esse pensamento!
"Namorar a vida!"
Já imaginou se todos namorassem mais a vida? Quão mais fácil seria de se viver nesse mundo?
Hoje de manhã eu saí de casa namorando a vida! Namorei meus muffins de café da manhã, namorei um Kit Kat numa barraquinha no metro (novidade!!), namorei meus novos cabelos enquanto o vento embaraçava-os, namorei todos que trabalham comigo e todos os clientes também! Namorei meu dia ao máximo que pude.. Agora, vou tratar de namorar a minha noite, seja qual for o destino que ela irá tomar!

Beijos, boa noite!

31 de maio de 2011

Sarau Mudando as Estações

A escola onde eu estudo é um dos prédios onde antigamente, num passado não tão antigo, funcionava o presídio do Carandiru.. A região total virou um parque chamado Parque da Juventude e dois dos prédios tornaram-se escolas técnicas, uma de ensino médio e uma só de artes.
PENSE SOBRE iSSO:
Era um lugar sombrio, cheio de histórias tristes e agora é um local de estudo de arte e sentimento.
Fizeram um Sarau sobre isso sexta feira, infelizmente eu não pude ir pois estava trabalhando, porém pude ver uma exposição de fotos comparativas da época do presídio com agora o mesmo local, funcionando como escola e foi uma sensação que eu não posso explicar.
Quanta alegria e quanto mistério.
O mesmo teto e o mesmo chão abrigarem duas situações TÃO* diferentes em tão pouco tempo é uma coisa alegre e ao mesmo tempo sensível..
Me faz pensar como tudo no universo é mutável.
Claro que algumas coisas não são tão fáceis quanto um prédio de se reformarem e começarem do zero com um novo motivo de ser... Mas vale a pena pensar sobre...

MUDANÇAS!
Essa é a palavra do post....

Boa noite a todos!

21 de maio de 2011

pq é tão difícil que essa dor pare de doer?

pq eu simplesmente não posso aceitar que nem todas as pessoas são boas?
pq eu não consigo entender que o esforço que eu faço para que o universo funcione cada dia melhor, não faz parte do dia a dia de todos?
pq eu não consigo me acostumar com a ideia de ser atacada?
o que me faz tão fraca que não aceito que posso sim* incomodar e ativar a inveja de alguém?
qual é o problema de eu tentar ser cada dia melhor? pq eu não me aquieto e deixo que as coisas se movam da maneira com que devem se mover sem tanta ansiedade, desespero, pressa e iNSEGURANÇA?
quando eu vou me convencer que existem pessoas que NUNCA* vão deixar de jogar lixo no chão? e outras que NUNCA* vão aprender a ter respeito e educação? que tem gente no mundo que simplesmente não entende que TODOS* são seres humanos aqui, portanto, iguais?PQ EU NÃO ENTENDO?
o que me faz inquita?
pq isso não pára de me corroer?
o que eu devo fazer?
pq eu não me convenço, de uma vez por todas, e aceito?
pq eu não me CONFORMO?
pq eu detesto TANTO* esse verbo: "conformar"?
pq eu sinto que nunca devo me "conformar" com nada pq isso significa aceitar algo que não deve ser?
pq eu não me aquieto!
pq?
pq?
pq?
pq?


DÓI SER ASSIM!

19 de maio de 2011

(mais) um dia cinza!

eu juro... normalmente não sou tão feia assim... é que hoje eu estou muito triste!

17 de maio de 2011

7:20 da manhã, e eu já...

toda minha força,
toda minha pose,
toda minha certeza de mulher durona,
toda minha mania de controlar os sentimentos,
toda minha frieza ao lidar com nosso relacionamento,
toda minha consciência,
todo meu pé no chão,
todos os meus cálculos,
toda minha sobriedade,
todas as minhas previsões,
toda minha calma,
toda minha experiência,
todo meu cuidado,
todas as minhas opiniões formadas,
toda minha resistência,
todo meu auto controle,
todo meu feminismo barato
e
TODA MiNHA SEGURANÇA
vão embora pra bem longe quando meu pescocinho nota a chegada da sua barba taurina quase por fazer e começa a implorar pra ser devorado por ela!






(e eu fico pensando se, algum dia, além de B, eu vou me tornar também seu plano C,D,E,F...e todas as outras letras seguintes!)

16 de maio de 2011

overdose!

"Eu sou apenas a garota angustiada, de cabeça metralhadora, de tremedeira na existência, de maxilares travados de tanto que dói gostar tanto de tudo. Eu sou apenas a garota que tenta ser amada. E sou profundamente amada por alguns meses, até o garoto segurar firme a minha mão e dizer "nós somos inseguros e queremos uma garota normal". E então eu me pergunto se não deveria lobotomizar meu cérebro pra pensar menos, lobotomizar meu coração pra sentir menos[...]"

(Tati Bernardi.. de novo e sempre!)

Tati, de novo!

"Toda pessoa de cabelo cheio que entrava eu achava que era você. Assim como acho quando estou na rua, no supermercado, na fila do cinema, dormindo. Virei uma caçadora de pessoas cacheadas. Virei uma caçadora de você em todas as pessoas."

(ninguém diz mais sobre mim do que ela, Tati Bernardi)

15 de maio de 2011

ela, Tati, eu!

puta que pariu!
ela escreve pq é mulher.
e escreve sendo mulher.
sou eu, mais rica e daqui alguns anos!
eu amo o que ela escreve, eu amo lê-la!



"Como é que fica o mundo quando destranco minha bolha? Sofrer é de uma arrogância egocêntrica sem limites. Tenho medo de dobrar a esquina de casa. Tenho medo de fazer aniversários. Tenho medo de ser mulher. Tenho medo que me magoem. Tenho medo de estarem rindo do quanto eu sou feliz quando alguém me abraça e eu me largo um pouco.[...]Alguém por favor só me segura um pouquinho? Tenho medo de acordar. Tenho medo quando acaba a bateria do meu Iphone porque mexer nele me distrai de pensar como tudo é bem maluco.[...]Eu quero minha mãe. Eu não sou essa mulher que eu sou. Eu sou, mas às vezes não. É foda manter isso aí que sou o tempo todo."



precisa dizer mais ?

eu sou um cara de sorte!

4 da manhã de um sábado em casa é sempre uma deixa para reflexões sobre os mais diversos aspectos da minha vida!
neste momento, como em tantos outros, parei pra refletir sobre o amor!

ultimamente tenho que admitir, ando tendo muita sorte no amor!
entendam: ter sorte no amor não necessariamente significa que eu esteja APROVEiTANDO essa sorte..e, na real, eu (quase) não estou.. mas esse é o momento que eu assumo: estou cercada de boas pessoas pra se amar!

com toda minha birra com anos ímpares, esse pelo menos começou leve*..(ando usando/ouvindo bastante essa palavra!).. com aquele amor arrebatador que, apesar de não ter sido TÃO* aproveitado quanto deveria, foi com certeza uma das experiências mais concretas do que eu entendo por "amor"..
eu fugi dele, é claro.. como sempre fujo de todas as boas possibilidades que aparecem na minha frente, por uma clara questão de covardia! sim, eu tenho medo de amar! eu tenho medo do exato momento que a paixão se transforma em amor! eu tenho PÂNiCO*! ando fugindo mesmo e isso é consciente! (assistam "sexo sem compromisso" se quiserem ver meu desespero registrado na tela!)
eu fugi.
depois, logo depois, vieram aquelas mil paixões que tinham/tem TUDO* pra virar amor e eu simplesmente fugi e fujo! sem parar!
teve ele, há tanto tempo está ali, tão pertinho, todo dia.. causando borboletas! que sempre soube o quanto eu sou louca por ele e, sempre demonstrou o mesmo.
também teve ele, que se declarou e escutou meu mais sincero desabafo: "eu gosto tanto de você que não posso deixar isso acontecer: não se apaixone por mim! por favor, fuja de mim!"
também teve ela, que também ouviu minha sinceridade quase que desesperada: "eu sou um problema! ninguém passa imune ao medo ao sentir a aproximação de um problema!"
agora tem ele, que eu sinto que está caindo, aos poucos, de um jeito que eu NUNCA* imaginei que aconteceria..

TODAS* essas pessoas que estão ao meu redor seriam ÓTiMOS amores!
eu tenho plena consciencia disso!
isso me faz pensar o quanto eu sou um cara de sorte! (toda vez que eu vou dizer que sou uma pessoa de sorte eu uso o termo "um cara" pq acho que não inventaram ainda nenhuma expressão que substitua "cara" no feminino!)
sim, de sorte.. por ter ao meu redor diversas possibilidades de amores bons! quem não quer amores bons na vida? ok, eu não quero! mas não quero pq quero fugir da rotina chata que vem junto com a concretização do amor.. e isso não me impede de ficar feliz somente por saber que essas pessoas EXiSTEM! e estão aqui, tão pertinho de mim o tempo inteiro pra eu poder abraça-las e aperta-las o quanto eu quiser!
(ou aproveitar enquanto o amor ainda não veio e existe somente a paixão!)


apesar disso, eu sou um metro e meio de puro amor! só o que eu quero é fazer cafuné em alguém até nós pegarmos no sono.. e quando não existe esse alguém na minha cama, eu faço em mim mesma, pra lembrar o quanto é gostoso amar e ser amado tbm!

paradoxal, não?!



boa noite a todos!
vcs podiam comentar, né!?

1 de maio de 2011

eu me rendo!

eu me rendo a um post 04:14 da madrugada de sábado pra domingo, único dia essa semana q eu estou em casa esse horário, e justo um sábado, e justo antecedendo a folguinha dominincal sempre tão esperada!
eu me rendo a uma saudade que não pára de apertar de ver suas fotos e querer te puxar do computador direto aqui pra minha cama, quentinha, conchinham encaixe.
eu me rendo à minha vontade de que vc me ligasse as vezes, pra convidar pra almoçar, pra virada cultural, pra passear no ibirinha, pra me contar sobre tudo* que vai começar a mudar na sua vida agora ou só pra me deixar sorrindo de ver seu nome na tela da chamada recebida sem, talvez, nem atender.
eu me rendo à minha falta de compostura em deixar-me cair em outros braços por aí, tão desejados e nada comparados aos seus abraços.
eu me rendo ao meu ciúmes pelas suas tentativas de me causar ciúmes ou pior, suas demonstrações de afeto por esse mundo virtual do qual eu também gostaria de conseguir parar de fuçar em busca de qualquer coisa que, provavelmente, só vai me irritar.
eu me rendo ao arrependimento do distanciamento inevitavel que houve entre nós.
eu me rendo ao quanto eu fico triste por não ter mais seu toc agora que temos uma saboneteira de verdade na pia do banheiro e ela é cheia de mini sabonetes e eles são os mais cheirosos do mundo e você com certeza adoraria!
eu me rendo a saudade que eu sinto de me impressionar com a sua infinita paciencia comigo!
eu me rendo a você, nesse momento, talvez só nesse. mas MUiTO! assim, bem forte! quase ligando, sabe como é, né?! ah não, vc não sabe?!


eu me rendo à minha imaturidade para lidar com o amor.
eu me rendo a um post só pra você!
eu me rendo à saudade.
eu me rendo ao amor.